Peeling de Cristal Cosmetológico

A busca por uma pele bonita e vistosa é uma preocupação secular da espécie humana. Os primeiros cuidados estéticos apareceram, provavelmente, com as primeiras mulheres de nosso tempo.

A literatura faz referência as mulheres egípcias da Antiguidade que banhavam-se em leite fermentado para amaciar a pele; os indianos utilizavam uma mistura de urina e pedra-pomes para melhorar a aparência cutânea; as mulheres turcas utilizavam folhagens para corar a pele e esfoliar parcialmente.

Na atualidade, vemos dia após dia a cosmetologia e a cosmiatria descobrindo e desenvolvendo novos produtos e novos conceitos para otimizar o trabalho sobre a pele.

Nesse sentido os tratamentos de peeling ocupam um lugar de destaque, sobretudo, como técnica de rejuvenescimento facial, uma vez que com os peelings é possível obter uma descamação superficial da pele renovando as camadas celulares, dando uma nova textura, brilho e vigor a pele.

Por definição, peeling, ou esfoliação, compreende o procedimento destinado a promover uma renovação celular através da eliminação de células mortas da pele, o que ocorre por uma descamação controlada e de maneira uniforme.

O objetivo é atenuar rugas superficiais, corrigir determinadas cicatrizes, atenuar manchas e aumentar a permeabilidade cutânea.

Um dos peelings cosmetológicos mais em evidência atualmente é o peeling à base de grânulos minerais como a sílica, considerado o “peeling de cristal cosmetológico”, pois a sílica apresenta-se sob a forma de partículas de cristais de quartzo, proporcionando benefícios como a renovação do tecido epitelial, atenuando manchas, cicatrizes de acne e rugas finas.

O peeling de cristal cosmetológico é considerado um peeling superficial já que atua na epiderme, ou seja, não extrapola o limite da camada basal, promovendo uma descamação controlada da camada córnea e consequente regeneração celular.

Essa esfoliação é indicada para todos os tipos de pele e consiste na aplicação do produto na pele, procedendo-se determinado atrito através de movimentos suaves e em círculo até a esfoliação completa, daí ser considerado um peeling mecânico.

O peeling cosmetológico à base de cristais de quartzo revela-se uma ótima opção dentre os diferentes tipos de peelings, pois possui como características principais uniformizar a textura cutânea, clareando sem ser agressivo, adaptando-se muito bem às necessidades das clientes já que não provoca efeitos indesejáveis como hiperpigmentações ou esfoliação desnecessária.